-- De onde vens e para onde vais ?
-- Venho de Deus na escuridão e para Deus vou na Luz.

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

A Dor do Caminho


 

O que é a Dor do Caminho segundo o ensinamento Sufi 


Um homem a quem cortaram a mão, a que ponto lhe faz falta a mão?
Um homem que passou sede, a que ponto lhe faz falta a agua ?

O homem tem de ter necessidade nessas alturas de Deus para que tudo lhe seja revelado.

A Dor é isso, precisares de algo que ignoras, algo que desejas sem saber bem o quê, estranha tarefa, estranha necessidade.
Tudo o que possuis sem ser isso, te é sem valor, são meras ilusões, seja este desejo ou aquele.  

Um menino tinha se perdido da mãe no mercado e chorava continuamente.
Como te chamas? Como se chama a tua mãe? Onde moras, em que rua?
Eu estou perdido no mercado, eu não sei o meu nome nem o da minha mãe, nem onde moro, só sei o nome Mãe, que me faz falta, o resto nada sei, é tudo.

Tu buscas incessantemente uma coisa que não se encontra.
Mas se tu nada perdeste, o que buscas tu com tanta ansiedade?
Mistério e coisa estranha!

Alguém a quem disseram isto, respondeu 
Mais estranho ainda, é,  não tendo encontrado o que procuro, ter ficado insatisfeito mesmo assim comigo mesmo.

Tu que és nada, como queres chegar ao fim deste labirinto?



Um mestre disse: 
O remédio para a Dor é falar estando calado! 
Medita nisto, pois a dualidade é um mar infinito. 
O remédio é ser digno de receber a Graça de Deus, que levanta o véu dos nossos olhos e nos permite ‘ver’ a saida do labirinto, que até estava á nossa frente.... 

E o mestre continuou : 
O remédio para a Dor vem de onde veio a própria Dor, de Deus. 
Para Deus tudo é fácil, porque haveria de ser dificil de viver com Ele pela eternidade? 
Tudo é fácil pela Sua Misericórdia e pelo Seu Amor por nós.
Se até Satanás caiu no egoismo pela confiança inabalável que tinha na Misericórdia divina!

A Obra de Deus não tem explicações, porquê ou como, tal como Satanás pode ser salvo, assim qualquer homem o pode ser. 
Mistério divino.

Senhor, eu nada sei, só Tu sabes o que Tu queres e o que eu preciso !!!

Um santo homem que pedia a Misericordia de Deus, ouviu : 
Todos me pedem isso, mas se todos fossem isentos de pecado, a quem dispensaria a minha Misericórdia? 
A minha Misericórdia é imensa, mas os homens têm de ter receio, precisam de sentir a falta de algo, de ter Dor nessa falta e aí serão dignos da minha Misericórdia.

O santo homem disse : 
Eu só preciso de ter a nostalgia de Ti, mais nada preciso. 
E nessa nostalgia que é Dor, poder ser digno da Tua Misericórdia.

Ningúem está seguro no momento da morte, mesmo os ‘puros’ devem morrer com ‘medo’ desse instante e aceitar o que lhes for dado, sem temor e Dor não existe Misericórdia divina.

Sem comentários:

Enviar um comentário